itamaraty gif image  

Presidência brasileira do Conselho de Segurança

Fevereiro de 2011

O Brasil no Conselho de Segurança


Em 2010-2011, o Brasil cumpre seu décimo mandato eletivo no Conselho de Segurança. Junto com o Japão, é o país que foi eleito por maior número de vezes. Os mandatos anteriores do Brasil foram em 1946-47, 1951-52, 1954-55, 1963-64, 1967-68, 1988-89, 1993-94, 1998-99 e 2004-05.

Membro fundador da ONU, o Brasil possui longa tradição de envolvimento em operações de manutenção da paz. Em 1956, tropas brasileiras foram enviadas à primeira Força de Emergência das Nações Unidas em Suez (UNEF I). 

Desde então, o Brasil participou de 33 operações de manutenção da paz e contribuiu com mais de 27 mil homens para missões das Nações Unidas e da Organização dos Estados Americanos. 

Atualmente, o Brasil contribui com mais de 2.200 soldados, observadores militares e policiais em três continentes. O maior contingente brasileiro encontra-se no Haiti, onde o Brasil exerce, desde 2004, o comando do componente militar da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (MINUSTAH).

No Conselho de Segurança, o Brasil participa ativa e diretamente das deliberações sobre as questões relativas à paz e à segurança internacionais, cujo tratamento, na opinião brasileira, deve dar-se em estrita observância à Carta das Nações Unidas.

Como membro do Conselho de Segurança, o Brasil também continua a trabalhar em favor de uma visão que articula a defesa da paz e da segurança e a promoção do desenvolvimento socioeconômico, incluindo em situações de pós-conflito, como no caso de Guiné-Bissau. 



Maria Luiza Ribeiro Viotti
Embaixadora
Representante Permanente